segunda-feira, 23 de abril de 2007

Caio


fui rejeitada quando mais te amei

poucos felizes momentos eu lembro

tu ristes de mim,mas és tudo que sei

tento te esquecer,apenas tento

cada dia te amando foi um fracasso

te amei tanto que hoje te odeio

tantos poemas para ti,Caio

mas eu esperei e teu olhar nao veio

versos escritos num quarto escuro

quando estava sozinha na noite insone

Caio,em cada palavra te procuro

ja nem sei mais de mim,ao menos meu nome

e as guitarras um dia vao tocar

tudo que eu nao pude te dizer

mas um dia você vai me ouvir,vai voltar

e vao passar eras e galaxias

que meus olhos irao te prender

o vento em meus cabelos mostra que ja nao estou nem ligando

enquanto folheio estrelas inuteis

eu nunca estive e nao estou te enganando

mas nao suporto teus olhos,sorrisos futeis!

Um comentário:

mateus müller disse...

"Em briga de marido e mulher, vizinho não mete colher"

já dizia a minha avó... e eu apoio ela! XD

ahuhusahu

deixando a emoção de lado, até q tah legal... mas não foi das melhores, não.