quarta-feira, 18 de julho de 2007

Monotonia

tudo tá tão perdido nesta canção
e essa neve sempre vai cair do céu
no jogo do amor você é réu
e você deixou
fácil meu coração
tudo tá tão escuro
eu queria ter alguém pra acreditar
que logo vai parar de nevar
vai parar de chover dentro de mim
enquanto o próprio mar existir
mas você aparece na monotonia
fica online bem quando eu quero sair
e me obriga a continuar
sem rumo, na ventania
paralisada, tentando fugir
e acho que os séculos te deixaram assim
e seus olhos mais escuros ficaram
noite passada, acho que eu morri
e nossas cores na chama da lareira brilharam

Um comentário:

mateus müller disse...

Cara, sem palavras... mas é bom é viver esse desatino, né?

O amor mais belo é aquele que vem do nada e nos toma... independente do quanto dura ^^