sábado, 2 de junho de 2007

amor dos amores!

Porque em cada sorriso eu tento achar
Um paraíso imperfeito, de coisas estáveis?
Eu já aprendi que nunca posso lutar
Pra acabar com sentimentos imutáveis

Olhando pra ti por cinco segundos
E alternando a rota dos nuncas
Será que o pra sempre já teve um final?
Mas é loucura nos Alpes ter um paraíso tropical

É loucura raiar o sol durante o ciclone
E as montanhas serem quebradas por um tornado
Amor dos amores, me diz teu nome
Me diz teu destino, que é estar ao meu lado

Amor dos amores, não se oculte
Saia do escuro e me deixa saber quem és
Com estas tempestades não se preocupe
Pois só movemos a areia a nossos pés

A tempestade de areia que veio buscar
O amor dos amores com lábios de puro fascínio
Juntos, sempre juntos num céu de nuvens sem luarEstarei aqui ao encontrar o teu caminho

Um comentário:

mateus müller disse...

bah...linda msm thataaa

nem sein o q dizer... passa lah nu meu...

bju